• A Tribuna Do Cariri

Hipertensão: Cardiologista dá dicas de prevenção a esse problema que atinge quase 780 mil paraibanos



A hipertensão arterial é o aumento crônico da pressão arterial que, embora não tenha cura, pode ser controlada. Dados do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas para Inquérito Telefônico (Vigitel) do Ministério da Saúde, apontam que a hipertensão atinge 29% dos homens (457.292) e 20% (321.828) das mulheres com idades acima dos 18 anos na Paraíba. Para falar sobre esse problema e dá dicas de prevenção, foi ouvido o cardiologista Leandro Santini Echenique.


Hoje, 26 de abril, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial e, em alusão à data, a Secretaria de Estado da Saúde vai ofertar ações de cuidados e prevenção à hipertensão a partir das 6h30, na Praça da Criança, no bairro de Tibiri 2, em Santa Rita. Na capital, as ações começam às 10h, no Shopping Tambiá, e se estendem até as 13h.


De acordo com o médico, essa é uma doença comum e silenciosa e a maioria dos casos pode ser identificada apenas com a leitura da pressão arterial. O médico alerta que a prevenção da pressão arterial alta é fundamental, “uma vez que os níveis elevados causam aumento do risco de infarto, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal, entre outros”, comenta. Leandro Echenique lembra ainda que o recomendado é que cada pessoa faça a medição de sua pressão arterial uma vez por ano. “Já em casos de pacientes que já apresentam diagnóstico de hipertensão arterial, o médico orientará a periodicidade das medidas de pressão arterial de acordo com os dados da história clínica e do exame físico”, disse.


Para o cardiologista, hábitos saudáveis são responsáveis para a prevenção e controle da doença. Confira oito dicas de como algumas atitudes simples do dia a dia podem te ajudar:


Exercite-se!

Além de todos os benefícios que a prática de exercícios físicos traz ao corpo, ela ainda ajuda a controlar a pressão arterial e reduzir o peso corporal – outro agente que contribui para a hipertensão. As atividades aeróbicas são as mais indicadas. Comece devagar, dedicando de 30 a 45 minutos por dia, de três a cinco vezes por semana. A musculação é um ótimo agente preventivo da hipertensão arterial, pois contribui para melhora da circulação periférica e da saúde cardiovascular. O risco de pessoas sedentárias apresentarem pressão alta pode variar de 20 a 50%.


Reduza o consumo de sal

O impacto do consumo excessivo de sal na pressão arterial não é novidade. Mas não é só na adição de sal nas preparações de alimentos que devemos ter cuidado. Evite produtos em conserva, embutidos, salgadinhos, biscoitos recheados, alimentos processados, refrigerantes, queijos amarelos, temperos prontos e procure não adicionar mais sal ao seu prato, buscando sempre substituir por temperos naturais. Além disso, opte por uma alimentação sempre saudável, composta por frutas, legumes, verduras, cereais integrais e carnes magras.


Cuidado com a gordura na cintura

O acúmulo de gordura na região abdominal tem ligação direta com a hipertensão, infarto e diabetes. Conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde, a medida limite para os homens é 94 cm, enquanto para as mulheres até 80 cm. Para isso, não tem mistério: é a combinação de uma alimentação saudável com a prática de atividades físicas.


Reduza a ingestão de álcool

O consumo de bebidas alcoólicas pode ser danoso a sua saúde, por este motivo, reduza ou elimine o seu consumo.


Não fume

A nicotina é um dos elementos responsáveis pela pressão alta, além de todos os outros malefícios da substância. Pelo bem da sua saúde, largue o cigarro de vez!


Elimine o estresse

O estresse excessivo é um dos responsáveis por desencadear diversas doenças, dentre elas a hipertensão. Respeite seus limites, durma bem, descanse, pratique atividades físicas e reserve um tempo para o lazer. Lembre-se sempre de que a sua saúde emocional está diretamente ligada à sua saúde física!


Vitamina D

Sintetizada principalmente pela exposição à luz solar, a vitamina D ajuda no equilíbrio circulatório. Sua carência pode ocasionar não só o aumento na pressão, como também tontura e transpiração em excesso.


A TRIBUNA DO CARIRI PB AGORA

0 comentário

BLOG