• A Tribuna Do Cariri

MEC troca coordenação-geral de implantação das escolas cívico-militares



O Ministério da Educação (MEC) trocou o comando da coordenação-geral de implantação das escolas cívico-militares.


Sai o tenente-coronel Marcos Aurelio Zeni e assume a função Freibergue Rubem do Nascimento, coronel do Exército que já foi secretário interino de Segurança Pública. A exoneração de Zeni e a nomeação de Nascimento estão no "Diário Oficial" desta quinta-feira (8).

Em agosto, o MEC já havia trocado o diretor de políticas para escolas cívico-militares. O que são as escolas cívico-militares

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) foi lançado pelo presidente Jair Bolsonaro em setembro de 2019.

O objetivo é ofertar 216 escolas cívico-militares no país até 2023 – 54 delas por ano. Professores civis continuarão responsáveis pela sala de aula, e militares atuarão na gestão, administração, disciplina, valores cívicos.

Em fevereiro deste ano, o MEC divulgou a lista das escolas que haviam aderido ao programa até aquela data. A adesão é voluntária.


Com G1

0 comentário

BLOG