• A Tribuna Do Cariri

Um dia após recordes, Brasil registra 2ª maior média de mortos da pandemia


O Brasil registrou hoje a segunda maior média de mortes por covid-19 de toda a pandemia — um dia depois de bater o recorde nesse índice e de computar a maior marca de óbitos em 24 horas. Foram 1.148 óbitos em média nos últimos sete dias.


Os dados são do consórcio de veículos de imprensa.

Até o início desta semana, a média mais alta havia sido verificada em 14 de fevereiro: 1.105 — marca que foi superada pela primeira vez na quarta-feira (24), com 1.129. Ontem, a média atingiu o seu maior patamar com 1.150.


O país se encontra atualmente em estabilidade na comparação com a média móvel de 14 dias atrás. Mas é uma estabilidade em números altos: já são 37 dias com a média de óbitos acima de mil, o maior período de toda a pandemia. Na quarta, o Brasil chegou aos 250 mil mortos em decorrência da covid.


Foram computadas nas últimas 24 horas, 1.327 novas mortes causadas pela doença — o quarto dia seguido com mais de 1.300 vítimas. Entre terça e quinta, foram 1.370, 1.433 e 1.582, respectivamente. Os números não indicam quando os óbitos ocorreram de fato, mas, sim, quando passaram a contar dos balanços oficiais. O total de vítimas até agora é de 252.988.


De ontem para hoje houve uma redução no número de estado com tendência de aceleração de 13 para 10. Apenas 3 apresentaram tendência de queda e outros 13 mais o Distrito Federal estão em situação estável.


Das regiões, apenas o Norte teve queda (-25%) após dias seguidos em estabilidade. Já Nordeste (40%) e Sul (50%) tiveram aceleração. Centro-Oeste (-4%) e Sudeste (-2%) se mantiveram estáveis.


Nas últimas 24 horas, houve 63.908 testes positivos para o novo coronavírus em todo o país. Desde o início da pandemia, o total de infectados subiu para 10.457.794.


Dados da Saúde


O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (26) que o Brasil registrou 1.337 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas. Pelos números da pasta, este é o 4º dia consecutivo com mais de 1,3 mil novas vítimas computadas entre um dia e outro. Desde o início da pandemia, houve 252.835 óbitos provocados pela doença no país.


Entre terça (23) e quinta (25), foram cadastradas 1.386, 1.428 e 1.541 mortes, respectivamente – esta última marca foi a segunda maior em toda a pandemia, pelos dados do governo, atrás apenas das 1.595 vítimas registradas em 29 de julho.


Foram confirmados 65.169 casos da doença de ontem para hoje, de acordo com o Ministério. O total de infectados em todo o país chegou a 10.455.630 desde o começo da pandemia.


Segundo o governo federal, 9.355.974 pessoas se recuperaram da covid-19 até o momento, com outras 846.821 em acompanhamento.

0 comentário

BLOG